Este Blog tem como objetivo principal a troca de experiências,compartilho experiências que deram certo, pois acredito que assim todos cresceremos juntos inclusive meus alunos que têm participado ativamente deste blog!

domingo, 19 de abril de 2015

A PULGA FILOMENA

Sequência didática realizada com o livro da autora 
Neuza Lozano Peres. A Pulga Filomena.


1º-Depois de ler a história com a turma no Cantinho da Leitura e conversarmos sobre alguns pontos interessantes da história, como:
  • o  resfriado da Filomena;
  • a troca das sílabas quando ela espirrava;
  • o insetos amigos da Filomena;
  • o nome e sobrenome da Pulga.
2º-Fomos para o quadro e fizemos uma lista dos insetos que apareceram na história.


3º- Conversamos sobre as sílabas, Tipos de sílabas.

As crianças costumam achar que as sílabas possuem apenas duas letras,
 bom momento para trabalhar esta questão.
4º- A troca da posição das sílabas quando Filomena espirrava.

                                         
Momento ideal para falar sobre a importância de se colocar as sílabas nos lugares certos,
para que a palavra seja compreendida.

5º- Trabalhar com os nomes da lista no quadro de pregas.


Deixar que as crianças explorem a composição das palavras, 
através das posições silábicas.

6º- Criando uma lista de outros insetos que não aparecem na história.

Momento ideal para avaliar o que foi compreendido sobre estes animaizinhos e
 ampliar o vocabulário da turma.

7º- Escrevendo nossas listas de insetos.

Cada aluno recebe uma tira de papel e pode escolher 
um dos insetos para copiar o nome e ilustrar
 (o professor deve ser o mediador, para que todos os insetos das listas sejam contemplados).

8º- Organizando as listas por ordem alfabética.


Com a orientação do professor os alunos vão sendo chamados de acordo 
com a ordem alfabética dos nomes de suas listas e vão colando suas tiras.


Interessante que neste momento, as crianças precisam identificar o nome de 
seu animalzinho para que possa colocá-lo na lista.

9º Lista, mais uma tipologia textual ( alguns tipos de listas).

Lista de palavras iniciadas com P organizada pelo número de sílabas. (ordem crescente)

Lista dos combinados da turma.

Lista dos livros lidos pela turma.

Lista com o nome dos alunos da turma.
*Existem inúmeros tipos de listas que podem ser trabalhados 
com os alunos(lista de compras, lista telefônica...)

10º- Nome e sobrenome.

Ao final da história, depois de curada Filomena responde a pergunta sobre seu nome.

Filomena Lofimena Menafilo Namelofi da Silva.
(neste momento o professor pode aproveitar para falar sobre o NOME e SOBRENOME dos alunos e como os recebemos.

11º- Hora da sistematização do que foi trabalhado.






Até a próxima!












domingo, 29 de março de 2015

DEZ CASAS E UM POSTE QUE PEDRO FEZ.

Sequência didática da história 
"Dez casas e um poste que Pedro Fez."(Hermes Bernardi Jr.)

Vários conteúdos podem ser trabalhados através desta história.


A história pode ser lida enquanto o cartaz é montado.

Distribuir as dez casas entre os alunos 
(sorteio pelo número da chamada).


Iniciar a leitura do livro e orientar as crianças que venham à frente quando sua casinha for mencionada na história.
Casa amarela onde mora a vaca amarela. Casa vermelha onde mora o peixe vivo. Casa verde onde mora o sapo da beira do rio.

Casa preta onde mora o boi assustado. Casa branca onde mora a girafa.

Depois que chegamos a metade das dez casas, podemos parar com a história e prender as cinco casas no cartaz.
Neste momento pode ser trabalhado a metade de dez.

Voltando para a história!

Casa laranja onde mora um boneco. Casa azul onde moram dois irmãos.

 
Casa rosa onde mora o macaco listrado. Casa marrom onde mora a cobra colorida. 
Casa roxa onde mora a perereca Ana Cleta.

É hora de prender a outra metade das casinhas no cartaz.

O professor conclui a leitura da história.

Existem inúmeras situações que podem ser exploradas através 
desta história.

 Sugestões: 
  • Matemática- Dezena, meia dezena, metade, vizinhos (antecessor e sucessor)...
  • Geografia- Endereço (rua, nº, bairro)...
  • Ciências- seres vivos e não vivos, tipos de animais (aquáticos terrestres), gêneros (boi/vaca)...
  • Língua portuguesa- Cada animal está ligado a um texto conhecido pelas crianças, como "A vaca amarela" de Sérgio Caparelli, "Peixe vivo" e " O sapo da beira do rio." do folclore brasileiro. O Professor pode trabalhar estes textos para cada animal explorando a leitura e escrita. Pode ser trabalhado nomes próprios e comuns.
 Texto da história.









sábado, 28 de março de 2015

Obrigada pelo carinho!

Quero agradecer a todos que já visitaram e visitam este blog. Chegamos a 451.000 acessos!


Aguardem novas postagens!!!

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

ALFABETO MÓVEL

Muitas vezes temos estas letrinhas na sala de aula e não exploramos todo o potencial existente nelas.


Algumas vezes por desconhecermos os benefícios que elas podem nos trazer na alfabetização.



Cinco sugestões para trabalhar com o Alfabeto Móvel.

1ª sugestão- Trabalhando com o nome.

Esta sugestão é bem simples basta entregar uma ficha com o nome do aluno e deixar que ele reproduza seu nome com as letrinhas.


Alunos de 1º ano escrevendo o nome tendo o suporte do telhadinho.

2ª sugestão- Trabalhando com fichas de palavras.

Cada criança poderá escolher uma ficha de palavras e reproduzir esta palavra com as letras móveis.

Os alunos escolhem as fichas que quiserem.

Antes de entregar as letrinhas os alunos devem tentar ler as palavrinhas que escolheram.

3ª sugestão- O professor coloca no quadro imagens e seus nomes e os alunos terão que reproduzir com as letrinhas.

Esta sugestão é ideal para alunos no início da alfabetização.

4ª sugestão- O professor coloca no quadro imagens e os alunos terão que escrever com as letrinhas o nome das figuras.

As imagens devem seguir o nível de cada turma.

5ª sugestão- O professor poderá fazer um ditado e os alunos escreverão utilizando as letrinhas móveis.

O aluno pode receber o auxílio do professor ou de outro colega.

IMPORTANTE! 
  • Estas atividades devem ter a intervenção constante do professor para que tenha êxito. 
  • Por serem letrinhas móveis a intervenção do professor leva o aluno a repensar o caminho utilizado e refazê-lo. Sem a intervenção do professor os resultados serão menores.
  • Os alunos podem trabalhar com alfabetos coletivos. Neste caso estimula a atividade em grupo e a troca de experiências.
  • Mas também é necessário que possuam alfabetos individuais para outros momentos,  que elaborem suas próprias hipóteses.
  • O professor poderá confeccionar seus próprios alfabetos móveis.
  •  Os alfabetos podem ser reproduzidos em xerox e colados em cartolinas. Os alunos podem marcar o verso de suas letrinhas para que sejam identificadas, caso misture com a de seus colegas.
Modelos de Alfabetos Móveis
Alfabeto móvel para reproduzir

Sugestões de confecção:


colado na cartolina ou papel cartão

Colados em tampinhas de refrigerante.


Feito com cola nas tampinhas de refrigerante.

Até a próxima!!!